Guia do Viajante

Nunca se viajou tanto entre os brasileiros: para trabalho, turismo, estudo, para visitar amigos e familiares. 
Para maior segurança e uma viagem saudável, existem os centros de Orientação ao Viajante da ANVISA – 
www.anvisa.gov.br/viajante - que se responsabilizam pelo bem estar de cada viajante brasileiro ou estrangeiro e estão disponíveis para fornecer informações, vacinações, acompanhamento após o regresso do viajante e além disso colaboram coma as estatística s em saúde pública de todo o planeta, através da notificação de doenças e vigilância epidemiológica.

 

É fundamental que cada viajante, antes de planejar sua viagem, esteja consciente da importância destes serviços, também  de utilidade pública em eventos nacionais de massa, como a próxima Copa do Mundo e Olimpíadas, quando a circulação de pessoas do mundo todo pode acarretar em risco de transmissão de doenças não comuns ao nosso país e vice-versa.

Três itens são fundamentais para uma viagem saudável:

 

  1. Proatividade
  2. Preparação
  3. Proteção
     

    Proatividade

    Informar-se sobre a região de destino, suas diferenças culturais, língua mais comumente falada, horários de transportes e de funcionamento dos estabelecimentos públicos e privados, prováveis feriados locais, características ambientais e de costumes, principais serviços de saúde.


    Procurar um Serviço de Saúde, preferencialmente especializado em Medicina de Viagem que poderá  avaliar sua  situação de saúde: se está saudável, não passou por cirurgias recentes,  está fazendo uso de medicamentos essenciais e que necessitam de receitas,  possui necessidades especiais, como cadeiras de rodas, bebês e crianças pequenas, gestantes, pessoas com deficiência imunológica.


    Preparação da viagem

    • Providenciar um estojo de primeiros socorros
    • Estar preparado para situações não esperadas como doenças mais frequentes ou catástrofes
    • Saber como proceder se ficar doente ou se acidentar
       

    O que você não pode esquecer

    • Colocar várias cópias de seu passaporte e outros documentos de viagem em lugares diferentes de sua bagagem para casos de perda dos documentos originais e também deixar uma cópia com uma amigo ou parente próximo em casa.
       

    Maleta de primeiros socorros
    Deve ser baseada nas características geográficas do destino e em suas condições físicas e de saúde.
    Medicamentos que exigem receitas médicas (estas devem ser feitas ne escrição genérica e é importante deixar cópias de receitas com um companheiro de viagem):

    • Anti alérgicos, medicações controladas, injetáveis, insulina, além de outros medicamentos essenciais
    • Medicamentos específicos para cada tipo de viagem
    • Quimioprofiláticos para malária
    • Antibióticos
    • Medicação para diarreia e vômitos
    • Descongestionantes nasais e sistêmicos
    • Analgésicos e antitérmicos
    • Expectorantes  e medicamentos para asma
    • Antiácidos
    • Pomadas de antifúngicos e antibacterianos
    • Conticóides tópicos

    Outros Itens Importantes:

    • Repelentes de insetos contendo DEET (30-50%) ou picardin (acima de 15%)
    • Protetores solares com FPS  acima de 15 com proteção UVA e UVB
    • Sachês de álcool gel a 70%
    • Gotas lubrificantes oculares
    • Curativos adesivos, gazes esterilizadas, antissépticos, luvas
    • Gel de Aloe vera para queimaduras solares
    • Termômetro digital
    • Pacotes de soro de hidratação oral
    • Pastilhas de hipoclorito de sódio para esterilizar  água e alimentos crus
    • Cartão de seu seguro saúde internacional atualizado e cópias
    • Medicamentos para a prevenção de efeitos nocivos de grandes altitudes
    • Preservativos

    Proteção
    Atitudes saudáveis durante a viagem e retorno para você e para outras pessoas: vacinações, quimioprofilaxia  , o uso de repelentes de insetos, cuidados com a ingestão de água e alimentos, limitar a ingestão de bebidas alcoólicas ao dirigir, utilizar cintos de segurança, proteção adequada contra o clima frio e o calor, utilizar roupas adequadas e respeitar os costumes e as leis locais.

    Ao retornar de sua viagem é importante observar: 
    Se não estiver se sentindo bem, deve procurar serviço médico, preferencialmente de infectologia ou Medicina de Viajantes – ver Lista dos centros de orientação ao Viajante no site: 
    www.anvisa.gov.br . 
    Se você visitou regiões endêmicas de malária:

    • Deve manter o uso das medicações antimaláricas que só deve ser alterada mediante prescrição médica.
    Na presença de febre ou sintomas semelhantes a gripe após seu retorno, (em até 01 ano), deve procurar serviço médico que correlacione seu problema de sáude com o fator viagem, preferencialmente um serviço de medicina de viajantes.
     

    Faça o download do guia de bolso da saúde do viajante.

    www.anvisa.com.br/viajante